sábado, 29 de agosto de 2015

Cartunista maranhense faz exposição em Madrid e caricatura de Ferreira Gullar é o destaque maior




Aconteceu nesta última quinta-feira 27, a abertura da exposição "Brasil amostra tua cara" do cartunista Wilson Caju, no auditório central da Casa do Brasil em Madrid Espanha. O artista representou o Brasil e um pouco do que produziu no Maranhão. O cartunista apresentou 30 obras, entre  as quais cartuns , charges, caricaturas e desenhos em acrílico sobre tela. Conforme a direção da Casa do Brasil, a obra que obteve maior destaque foi a caricatura do escritor maranhense Ferreira Gullar, haja visto que muitos já conhecem a história e a obra do escritor, como também por terem visto o mesmo sendo homenageado com selo nacional no correio do Brasil.  De forma que  mais uma vez  Wilson Caju, teve seu trabalho reconhecido na Europa, depois seguirá para  Zurique - Suíça, retornando para o Brasil.
























São Luís realizará Conferência Municipal de Saúde

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SEMUS) e Conselho Municipal, realizará, entre os dias 1º e 3 de setembro, a 10ª edição da Conferência Municipal de Saúde de São Luís, no Auditório Central da Universidade Federal do Maranhão (UFMA).

O objetivo da Conferência Municipal de Saúde é avaliar e propor diretrizes para a formulação da política de saúde nos três níveis de gestão (federal, estadual e municipal), além de ampliar as discussões junto a população sobre a saúde púbica como um todo.

A conferência Municipal elegerá também seus delegados, que participarão da conferência estadual que, por sua vez, indica seus representes na Conferência Nacional de Saúde. O tema da conferência é "Saúde pública para cuidar bem das pessoas - Direito do povo brasileiro".

A titular da Secretaria Municipal de Saúde, Helena Duailibe, reforçou o papel das conferências e a importância da participação conjunta dos gestores, usuários e trabalhadores do Sistema Único de Saúde no debate. "É uma determinação do Prefeito Edivaldo que todos os gestores de área participem conjuntamente com a gestão pública municipal", disse a secretária.

Prefeitura e FMRB promovem oficina de restauro e confecção de móveis rústicos na Galeria Trapiche

Sustentabilidade e geração de emprego e renda para jovens da área do Centro Histórico. Este é o objetivo da Oficina de Reciclagem, com restauro e confecção de móveis rústicos, que começa na próxima terça-feira (1º), às 15h, na Galeria Trapiche Santo Ângelo (Avenida Vitorino Freire, s/n, em frente ao Terminal de Integração da Praia Grande). A iniciativa é uma parceria da Prefeitura de São Luís, por meio da Fundação Municipal de Cultura e Galeria Trapiche, com a Fundação da Memória Republicana Brasileira (FMRB) - Convento das Mercês.

As inscrições estão abertas na sede da Galeria Trapiche, no horário das 9h às 19h, e tem com público-alvo jovens moradores da área do Centro Histórico em situação de vulnerabilidade social, a partir dos 15 anos de idade. A oficina será permanente e acontecerá diariamente, de segunda a sexta-feira, das 14h às 17h, com rodízio de turmas. A capacitação conta com a coordenação do diretor da Galeria Trapiche, Paulo Melo Sousa, e com o artista visual João da Mata, premiado no Salão de Artes Visuais de São Luís, nas edições de 2013 e 2014, como facilitador.

Além da geração de emprego e renda para os jovens participantes, a oficina de reciclagem também visa chamar a atenção para a questão da sustentabilidade ambiental e a preocupação com a finitude dos recursos naturais. O uso do material reciclado como prática consciente de buscar novos modos de produção artesanal no mercado do design e decoração faz parte da educação ambiental a qual a oficina também se propõe.

"Uma pesquisa realizada pela empresa global de consultoria de negócios, a Bain & Company, revelou que trabalhadores de países emergentes, como o Brasil, estão mais preocupados com políticas de sustentabilidade do que os profissionais de países desenvolvidos. Uma das formas de colocar em prática a sustentabilidade já vem sendo realizada de forma sistemática há muitos anos, em nosso país: É a criação de móveis rústicos para interiores de casas e apartamentos a partir de materiais reciclados, que seriam, em outros momentos, destinados ao lixo", informa o diretor da Galeria Trapiche Santo Ângelo, o designer, escritor, jornalista e pesquisador de cultura popular, Paulo Melo Sousa.

É cada vez mais comum a criação de móveis a partir de madeira de demolição (sobras que seriam descartadas), garrafas pet, dentre outros produtos, alternativas que não prejudicam o meio ambiente. Ao mesmo tempo, a atividade de restauro de peças antigas também contribui de forma significativa para a preservação de recursos naturais, tais como a madeira, ao se evitar desmatamento, além de preservar peças raras, contribuindo para a manutenção de exemplares antigos e de beleza singular, assinaturas de uma época.

A oficina de reciclagem (restauro e confecção de móveis rústicos) visa não somente chamar a atenção para a questão da sustentabilidade ambiental, mas também pretende contribuir para despertar o interesse de artesãos, designers, marceneiros e da juventude maranhense por novas possibilidades no contexto do design, redesenho e criação de móveis a partir da prática da reciclagem.

A galeria promoverá, posteriormente, a exposição dos móveis restaurados e criados ao longo da oficina.

Sobre os facilitadores

O facilitador da oficina é José João da Silva Gomes, cujo nome artístico é João da Mata. O artista nasceu no dia 02 de junho de 1950 em São Vicente de Férrer. Participou da Feira de Artesanato no bairro da Vila Embratel, promovido pelo Governo do Estado do Maranhão, em 2009. Fez parte da exposição coletiva "Guarda Volume", promovido pela Galeria Trapiche Santo Ângelo, em 2013. No mesmo ano fez sua primeira Exposição individual: "Sente-se", realizada nessa galeria. Participou do 4º Salão de Artes Visuais de São Luís, sendo um dos artistas premiados, sendo selecionado no 5º Salão de Artes Visuais de São Luís, recebendo o prêmio do Júri Popular.

O Coordenador da oficina é o diretor da Galeria Trapiche, Paulo Melo Sousa. Formado em Desenho Industrial e em Comunicação Social, habilitação em Jornalismo, pela Universidade Federal do Maranhão - UFMA, possui Especialização em Linguística Aplicada ao Uso das Línguas Materna e Estrangeira e em Jornalismo Cultural (UFMA). É ainda Mestre em Ciências Sociais pela UFMA. Em 2012 foi agraciado pelo governo do Estado do Maranhão com a Medalha do Mérito Timbira, grau de Comendador do 4º Centenário, pelos relevantes serviços prestados à cultura maranhense. É membro fundador da Academia Ludovicense de Letras - ALL, tendo sido Diretor Cultural da Sociedade de Cultura Latina do Estado do Maranhão. O jornalista escreve no Jornal Pequeno (JP Turismo), de São Luís, abordando temas de jornalismo científico, turístico e cultural, e na Revista Cazumbá de Turismo.

Prefeitura realiza mutirão contra Catarata e Pterígio


A Prefeitura de São Luís, através da Secretaria Municipal de Saúde, em parceria com o Centro de Olhos, realiza neste sábado (29), no Centro de Saúde Bezerra de Menezes, um mutirão para diagnóstico de catarata e pterígio.

A unidade vai funcionar durante toda a manhã, com dois consultórios oftalmológicos, onde pacientes de todas as idades serão avaliados e examinados por oftalmologistas, para detectar se há indícios de catarata e pterígio. Após passar pela triagem, os pacientes que forem diagnosticados com a doença serão encaminhados pela Unidade de Saúde para a realização da cirurgia, em clínica credenciada pela Secretaria Municipal de Saúde.


Local: Centro de Saúde Bezerra de Menezes
Horário: 29/08/2015 8h0
Endereço: Travessa Hemetério Leitão s/n - São Francisco








quarta-feira, 26 de agosto de 2015

CAJU FAZ EXPOSIÇÃO NA CASA DO BRASIL EM MADRID ESPANHA NESTA QUINTA FEIRA 27


Prefeitura entrega alimentos do PAA a 300 famílias do Vicente Fialho



Prefeitura entrega alimentos do PAA a 300 famílias do Vicente Fialho O prefeito Edivaldo acompanhou na tarde desta quarta-feira (26) na entrega de cestas de produtos do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) para trezentas famílias do bairro Vicente Fialho. As famílias beneficiadas são cadastradas no Centro de Referência e Assistência Social (Cras). O programa é executado pela Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Segurança Alimentar (Semsa), e desde sua implantação já esteve em 16 bairros da capital. O programa tem como objetivo contribuir para o acesso a uma alimentação de melhor qualidade.

Na ocasião, o prefeito Edivaldo falou da felicidade de, por meio do programa, levar alimentação de qualidade aos que mais necessitam. "É uma grande alegria poder participar desta entrega e ver que um programa tão importante como o PAA tem contemplado aqueles que mais precisam. A nossa meta é trabalhar mais e nos empenharmos para ampliar ainda mais esta importante ação social contemplando mais famílias", destacou.

Todos os alimentos distribuídos no PAA vêm da agricultura familiar e complementam a alimentação de quem é beneficiado. Entre os itens estão hortiftutis, farinha, mel e frango que somam aproximadamente 25 itens. O programa garante o acesso à alimentação saudável às pessoas em vulnerabilidade social, além de manter o homem da zona rural produzindo. Os alimentos do PAA São Luís também são destinados aos atendidos por entidades da rede de assistência social - os Cras - e hospitais de urgência e emergência, os Socorrões I e II. Para executar a ação social, a Prefeitura firmou parceria com o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), que garante os recursos.

A titular da Semsa, Fatima Ribeiro, revelou a satisfação pelo sucesso do programa e na alegria de quem recebe os alimentos. "O prefeito Edivaldo vem priorizando esta ação e determinou todos os esforços para levarmos o PAA a mais famílias. Já temos o apoio da ministra Tereza Campello para ampliação do programa. Com isso serão mais produtores incluídos e mais famílias atendidas", explica.

A ação iniciou em maio deste ano e atende centenas de famílias que vivenciam algum risco de insegurança alimentar e nutricional. A meta é atender todas as famílias da capital que se enquadram no perfil.


A dona de casa Maria Dinalva Leão, 57 anos, moradora do bairro, foi uma das contempladas com a cesta de alimentos e destacou a importância do programa para as famílias carentes. "É fundamental para ajudar na nossa alimentação, são bons produtos que fazem bem à saúde e para nós, que precisamos, é uma grande ajuda", disse.

A aposentada Conceição de Maria Borges Gomes, 76 anos, parabenizou a iniciativa do prefeito Edivaldo por dar atenção às pessoas mais carentes. "Nunca um gestor lembrou da população mais pobre com um programa desse tipo que ajuda e muito a quem muitas vezes nem tem o comer em casa. Ele está de parabéns e que esse programa continue".

A diarista Madalena de Castro dos Santos, 26 anos, pontuou a importância do programa e destacou a variedade de alimentos que são doados às famílias. "São os mais diversos tipos de alimentos e têm frutas, verduras e alimentos que a gente precisa e é caro para a gente comprar sempre", diz.

O PAA São Luís tem parceria da Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa) e Criança e Assistência Social (Semcas). Os recursos são do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), em parceria com o Governo do Estado. O programa já esteve nos bairros Liberdade, Cidade Operária, Vila Embratel, João de Deus, Bairro de Fátima, Anjo da Guarda, Forquilha, Vila Janaína, Cidade Olímpica, Coroadinho, Anil, Vila Palmeira, Sol e Mar e São Francisco.

Participaram ainda da solenidade de entrega a secretária de Assistência Social (Semcas), Andrea Laudande; a adjunta da Semcas, Nazaré Garcês; e o subsecretário de Estado da Pesca e Aquicultura (SEPAQ), Luis Claudio Gomes Moraes.

Prefeitura de São Luís apresenta ações para fomentar o Turismo



Prefeitura de São Luís apresenta ações para fomentar o Turismo O turismo de São Luís esteve em debate nesta quarta-feira (26) na Câmara Municipal de São Luís. A prefeitura da capital expôs suas ações na área para o desenvolvimento da economia ludovicense na Audiência Pública "As perspectivas do Turismo como vetor de desenvolvimento Econômico", proposta pelo vereador Ivaldo Rodrigues (PDT), vice-líder do governo. O Executivo Municipal apresentou suas ações em parceria com o governo do Estado para potencializar a economia principalmente, o Centro Histórico, principal ponto turístico da cidade.

O secretário municipal de Governo Lula Fylho, que foi secretário de Turismo até novembro do ano passado, destacou a dinâmica da pasta na gestão do prefeito Edivaldo. "Desde o primeiro momento a secretaria tinha foco em fazer uma análise para saber o cenário que estávamos inseridos no Turismo. Em todas as 12 pesquisas que fizemos, vimos que as pessoas vinham a São Luís por causa do Patrimônio Histórico em primeiro lugar, em segundo, pelas praias e em terceiro pela gastronomia. Um fator chamou nossa atenção. A maioria, principalmente estrangeiros, procurava São Luís para ter como destino os Lençóis maranhenses. Então, aproximamos com Barreirinhas para que São Luís não servisse apenas de aeroporto, mas um Plus na viagem e ampliar o número de dias dos turistas aqui".

O secretário disse que, com base nas informações técnicas, grande parte dos turistas são do interior do estado, e aproveitam o turismo da região metropolitana como um todo. Assim, ampliou a oferta em parceria com as outras cidades da Ilha, aumentando o número de dias de estadia pelo turismo religioso em São José de Ribamar, Aquaviário na Raposa e ecoturismo em Paço do Lumiar. "Os resultados no turismo são a médio e longo prazo. Sabemos que precisa ser feito muita coisa, mas a parceria com o governo do Estado é muito importante para que sacramente o resultado. Grandes centros como Salvador e Fortaleza estão em queda pela crise econômica. Aqui tivemos queda em cadeias produtivas do Turismo, mas a tendência é melhora. Tem que continuar o trabalho e entender a importância da preservação do Patrimônio Histórico para alavancar o turismo na cidade", analisou.

Ele destacou também a parceria com o governo do Estado e a fundamental medida do governo de reduzir o ICMS do combustível da aviação tornando São Luís mais competitiva. "Tenho certeza que São Luís está no caminho certo do turismo. São Luís tinha o maior ICMS de combustível da aviação do Brasil. Maior do que grandes destinos. A lei que regula o mercado do turismo é a mesma de outras áreas: a oferta e a procura".

A assessora técnica Aline Vasconcelos, que representou a secretária municipal de Turismo, Socorro Vasconcelos, reforçou as ações técnicas para aprimorar as atrações específicas de São Luís e a tornar ainda mais atraente para o turista. "A secretaria tem muitos desafios e estão sendo superados. A sinalização turística da cidade foi capitalizada junto ao Ministério do Turismo. O recurso já foi licitado e está em execução. Conseguimos a promoção internacional junto à Embratur, levando o Trade para rodada de negócios. São Luís tem atrativos únicos. É o maior conjunto de casarões da América Latina foi fundada pelos franceses. Temos que trabalhar São Luís como um destino único. O nosso maior produto é o Centro Histórico e a Cultura", pontuou.

O vereador Ivaldo Rodrigues (PDT), afirmou que a discussão é importante para tirar lições e aprimoramentos do Turismo, que na sua visão é um ramo importantíssimo para a economia não só de São Luís, mas de todo o estado, a partir da capital. Por isso, a importância de trazer o governo do estado para a discussão em ações articuladas é tão significativo. "Nosso foco é o turismo como fator de desenvolvimento que gera emprego e renda para a nossa população. E falar em turismo, envolve investimento em mobilidade urbana, em urbanismo. As parcerias que estão acontecendo são fundamentais. A ação de despoluição dos rios que desembocam nas praias ajuda muito para que os turistas sejam atraídos também pela nossa orla".

A secretária estadual de Turismo, Delma Andrade, falou sobre o investimento no segmento sol e praia e pontuou a importância estratégica da capital no turismo do Estado. "São Luís é o polo prioritário do desenvolvimento turístico do Maranhão. Aqui temos as atividades recreativas, a visitação do Centro Histórico, ecoturismo e a cadeia produtiva do segmento praia".

Estiveram presentes o secretário municipal de Governo, Lula Fylho, o subprefeito do Centro Histórico, Fábio Henrique Carvalho, a secretária estadual de Turismo, Delma Andrade, e a superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), Kátia Bogéa. A secretária municipal de Turismo, Socorro Araújo, está em missão da pasta na cidade de Belém-PA. A assessora técnica da secretaria municipal de Turismo, Aline Vasconcelos, a representou no evento.

Prefeitura de São Luís apresenta ações para fomentar o Turismo



O turismo de São Luís esteve em debate nesta quarta-feira (26) na Câmara Municipal de São Luís. A prefeitura da capital expôs suas ações na área para o desenvolvimento da economia ludovicense na Audiência Pública "As perspectivas do Turismo como vetor de desenvolvimento Econômico", proposta pelo vereador Ivaldo Rodrigues (PDT), vice-líder do governo. O Executivo Municipal apresentou suas ações em parceria com o governo do Estado para potencializar a economia principalmente, o Centro Histórico, principal ponto turístico da cidade.

O secretário municipal de Governo Lula Fylho, que foi secretário de Turismo até novembro do ano passado, destacou a dinâmica da pasta na gestão do prefeito Edivaldo. "Desde o primeiro momento a secretaria tinha foco em fazer uma análise para saber o cenário que estávamos inseridos no Turismo. Em todas as 12 pesquisas que fizemos, vimos que as pessoas vinham a São Luís por causa do Patrimônio Histórico em primeiro lugar, em segundo, pelas praias e em terceiro pela gastronomia. Um fator chamou nossa atenção. A maioria, principalmente estrangeiros, procurava São Luís para ter como destino os Lençóis maranhenses. Então, aproximamos com Barreirinhas para que São Luís não servisse apenas de aeroporto, mas um Plus na viagem e ampliar o número de dias dos turistas aqui".

O secretário disse que, com base nas informações técnicas, grande parte dos turistas são do interior do estado, e aproveitam o turismo da região metropolitana como um todo. Assim, ampliou a oferta em parceria com as outras cidades da Ilha, aumentando o número de dias de estadia pelo turismo religioso em São José de Ribamar, Aquaviário na Raposa e ecoturismo em Paço do Lumiar. "Os resultados no turismo são a médio e longo prazo. Sabemos que precisa ser feito muita coisa, mas a parceria com o governo do Estado é muito importante para que sacramente o resultado. Grandes centros como Salvador e Fortaleza estão em queda pela crise econômica. Aqui tivemos queda em cadeias produtivas do Turismo, mas a tendência é melhora. Tem que continuar o trabalho e entender a importância da preservação do Patrimônio Histórico para alavancar o turismo na cidade", analisou.

Ele destacou também a parceria com o governo do Estado e a fundamental medida do governo de reduzir o ICMS do combustível da aviação tornando São Luís mais competitiva. "Tenho certeza que São Luís está no caminho certo do turismo. São Luís tinha o maior ICMS de combustível da aviação do Brasil. Maior do que grandes destinos. A lei que regula o mercado do turismo é a mesma de outras áreas: a oferta e a procura".

A assessora técnica Aline Vasconcelos, que representou a secretária municipal de Turismo, Socorro Vasconcelos, reforçou as ações técnicas para aprimorar as atrações específicas de São Luís e a tornar ainda mais atraente para o turista. "A secretaria tem muitos desafios e estão sendo superados. A sinalização turística da cidade foi capitalizada junto ao Ministério do Turismo. O recurso já foi licitado e está em execução. Conseguimos a promoção internacional junto à Embratur, levando o Trade para rodada de negócios. São Luís tem atrativos únicos. É o maior conjunto de casarões da América Latina foi fundada pelos franceses. Temos que trabalhar São Luís como um destino único. O nosso maior produto é o Centro Histórico e a Cultura", pontuou.

O vereador Ivaldo Rodrigues (PDT), afirmou que a discussão é importante para tirar lições e aprimoramentos do Turismo, que na sua visão é um ramo importantíssimo para a economia não só de São Luís, mas de todo o estado, a partir da capital. Por isso, a importância de trazer o governo do estado para a discussão em ações articuladas é tão significativo. "Nosso foco é o turismo como fator de desenvolvimento que gera emprego e renda para a nossa população. E falar em turismo, envolve investimento em mobilidade urbana, em urbanismo. As parcerias que estão acontecendo são fundamentais. A ação de despoluição dos rios que desembocam nas praias ajuda muito para que os turistas sejam atraídos também pela nossa orla".

A secretária estadual de Turismo, Delma Andrade, falou sobre o investimento no segmento sol e praia e pontuou a importância estratégica da capital no turismo do Estado. "São Luís é o polo prioritário do desenvolvimento turístico do Maranhão. Aqui temos as atividades recreativas, a visitação do Centro Histórico, ecoturismo e a cadeia produtiva do segmento praia".

Estiveram presentes o secretário municipal de Governo, Lula Fylho, o subprefeito do Centro Histórico, Fábio Henrique Carvalho, a secretária estadual de Turismo, Delma Andrade, e a superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), Kátia Bogéa. A secretária municipal de Turismo, Socorro Araújo, está em missão da pasta na cidade de Belém-PA. A assessora técnica da secretaria municipal de Turismo, Aline Vasconcelos, a representou no evento.

Alunos da rede municipal aprendem sobre sustentabilidade de forma lúdica



Alunos da rede municipal aprendem sobre sustentabilidade de forma lúdica Estudantes da zona rural matriculados na rede municipal de ensino participam até esta sexta-feira (28) do projeto Conexão Sustentável, que visa transmitir informações sobre conservação ambiental de forma lúdica, através do teatro e do circo. A atividade faz parte do projeto Conexão Sustentável, de iniciativa do Instituto Alcoa e em parceria com a Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed) e o Shopping da Ilha.

As atividades do projeto acontecem no caminhão adaptado especialmente para o projeto, que segue no estacionamento do Shopping da Ilha até o final da semana. A programação inclui espetáculos teatrais, oficinas de reciclagem e exibição de filmes.

O secretário municipal de Educação, Geraldo Castro Sobrinho, destacou a parceria com o Instituo Alcoa e a importância das atividades lúdicas para o desenvolvimento dos educandos. "Atividades como essa transcendem as fronteiras da sala de aula e possibilitam a aquisição de conhecimento de forma lúdica e divertida. Em nome do prefeito Edivaldo, agradecemos ao Instituto Alcoa e ao Shopping da Ilha pela parceria, que também vai estimular o cuidado com o planeta e com o meio ambiente", disse o titular da Semed.

Três espetáculos divertiram os estudantes das Unidades de Educação Básica (U.E.B.) Evandro Bessa (Estiva), Zuleida Andrade (Maracanã), José Gonçalves do Amaral Raposo (Pedrinhas), João Mohana (São Raimundo), que estão entre as escolas que participam do projeto. A Companhia Circense Mineira Circo Fool e a Companhia de Teatro Mamulengo apresentaram os espetáculos Circo Reciclado, Marmelada e O romance do Vaqueiro Benedito, que divertiram bastante criançada.

 

Para a Gerente de Programas do Instituo Alcoa, Tatiana Bizzi, o projeto tem como objetivo deixar um legado de sustentabilidade para as futuras gerações. "O projeto Conexão Sustentável busca promover a cultura e entretenimento em diversas comunidades, apresentando de forma lúdica temas importantes como a sustentabilidade", afirmou a gerente.

"Hoje eu aprendi com o palhaço da peça Marmelada, os três 'r': reciclar, reutilizar e reaproveitar. Fazendo assim as coisas vão ter mais utilidades", contou entusiasmado, Felipe Sousa de 8 anos, estudante do 3º ano da U.E.B Evandro Bessa (Estiva).

Margarida Carvalho da Silva, do apoio escolar da U.E.B. Evandro Bessa (Estiva), destacou a animação das crianças com a atividade. "Os alunos ficam muito empolgados quando tem a oportunidade de participar de atividades como essa. Para nós, que acompanhamos de perto o desenvolvimento sociocultural deles, é gratificante vê-los se divertindo e aprendendo ao mesmo tempo", declarou Margarida.


A abertura oficial das atividades contou com a presença do secretário municipal de Educação, Geraldo Castro Sobrinho; da Gerente do Sistema de Gestão, Segurança Meio Ambiente e Relação Institucional da Alcoa, Dulcimar Soares, a Gerente de Programa do Instituto Alcoa, Tatiana Bizzi e o Superintendente do Shopping da Ilha, Edgar Guerra.

Thales Castro assume comando do PDT de Vargem Grande



O Bacharel em Direito Thales Castro assumiu o comando do Partido Democrático Trabalhista (PDT) em Vargem Grande. O convite para Castro presidir o partido no município foi feito pelo deputado estadual Fábio Macedo (PDT), integrante da bancada do partido na Assembleia Legislativa, e contou com o aval do presidente estadual do partido, Julião Amim e do deputado federal Weverton Rocha.

O PDT de Vargem Grande conforme dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), além de Thales Castro também compõe a comissão: Francisco das Chagas Coelho como vice; Ragenilson da Conceição de Lima, como secretário; Raimundo Nonato da Costa, como tesoureiro; Domingos Thiago Braz Carvalho, Isael Sousa da Silva e Marcony de Jesus Coelho estão como membros.

Thales que também é blogueiro assume o partido com foco na renovação e no pleito do ano que vem.

“Assumo o comando do PDT para contribuir com as mudanças que estão sendo realizadas no Maranhão e que com as bênçãos de Deus também serão implementadas em Vargem Grande”, declarou.

Crianças atendidas pela Prefeitura realizam apresentação no encerramento do Projeto Sabiá



O Projeto Sabiá teve como principal objetivo oportunizar o conhecimento musical, a técnica vocal e o envolvimento em atividades de cunho cultural, artístico e educativo

"Vou lhes contar sobre um pássaro, um tal de sabiá; este canta daqui, dança de lá, representa de cá. Sabiá canta em três casas todo santo dia. Ele as chama de Sol e Mar, Liberdade e Cidade Olímpica". Embalados pelo ritmo do cordel, samba e música popular brasileira e maranhense, crianças e adolescentes do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos da Prefeitura de São Luís, oferecido através da Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas), se apresentaram no palco do Teatro da Cidade, nesta terça-feira (25), para o encerramento do Projeto Sabiá.

Realizado desde 2013 nos Cras Sol e Mar, Liberdade e Cidade Olímpica, o Projeto Sabiá teve como principal objetivo oportunizar o conhecimento musical, a técnica vocal e o envolvimento em atividades de cunho cultural, artístico e educativo, a meninos e meninas de 06 a 15 anos, atendidos pelo Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos. O projeto teve como parceiro o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e apoio financeiro do Fundo da Infância e da Adolescência (FIA).

De acordo com a secretária adjunta de Gestão da Semcas, Nazareth Garcez, o poder público municipal está empenhado em garantir o acesso à cultura e ao lazer a todas as crianças e adolescentes que não têm condições de tê-los. "Como gestora é uma grande satisfação fazer parte desse momento, onde vemos grandes talentos brotando. O prefeito Edivaldo está comprometido em ofertar não somente o acesso à cultura e às artes, mas plantar em cada um o desejo de realizar seus sonhos, acreditando e lutando a cada dia, para que possam construir suas histórias de forma diferente, transformando a realidade em que vivem", afirmou.

Para a adolescente Elisa Santos, 13 anos, que é atendida pelo Cras Sol e Mar, a apresentação foi uma grande oportunidade de mostrar tudo que aprendeu durante o projeto. "Hoje pude mostrar a todos o meu potencial, cantei junto com os meus colegas o Hino de Louvação a São Luís e um lindo samba que diz: Viver e não ter a vergonha de ser feliz, cantar e cantar e cantar a beleza de ser um eterno aprendiz", disse a adolescente.

Na plateia da apresentação que marcou o encerramento do Projeto Sabiá estavam os secretários municipais Geraldo Castro Sobrinho (Educação) e José Cursino Raposo (Planejamento), além de representantes da Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa), alunos das escolas municipais e parentes e amigos das crianças e adolescentes que se apresentaram.

quarta-feira, 12 de agosto de 2015

Prefeitura firma parceria com Ministério Público do Trabalho para combate ao trabalho infantil



Prefeitura firma parceria com Ministério Público do Trabalho para combate ao trabalho infantil. A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), firmou parceria com o Ministério Público do Trabalho (MPT) para desenvolvimento do programa "MPT nas escolas: de mãos dadas contra o trabalho infantil". Nesta quarta-feira (12), professores, coordenadores pedagógicos e gestores escolares da rede municipal participaram de uma formação sobre o tema, promovida pelo MPT e realizada no auditório da instituição.

Os educadores capacitados pelo projeto irão atuar como multiplicadores da iniciativa, desenvolvendo projetos pedagógicos que abordem o tema de forma lúdica, tanto em sala de aula com as crianças quanto com as famílias e o restante da comunidade escolar. Além de participarem de palestras e debates, os educadores assistiram a vídeos e receberam cartilhas e outros materiais de divulgação do programa, que poderão ser compartilhados com os estudantes.

Presente ao evento, o secretário municipal de Educação, Geraldo Castro Sobrinho, destacou que a parceria é de grande importância no fortalecimento das redes de proteção à criança. "O prefeito Edivaldo Holanda Júnior está comprometido com a garantia dos direitos das crianças e adolescentes da nossa cidade. Assim, estamos abraçando esta parceria e impulsionando as nossas escolas para que cumpram o seu papel de desenvolver práticas educacionais e sociais, garantindo aos estudantes o direito à educação e à proteção contra todas as formas de exploração", disse Geraldo Castro.

A partir da parceria, MPT e Prefeitura de São Luís comprometem-se a fomentar a inclusão - na proposta pedagógica das escolas e no currículo do Ensino Fundamental - de questões alusivas ao direitos das crianças e adolescentes. "O programa é uma ferramenta importante para a diminuição dos indicadores do trabalho infantil. Com a parceria com a Prefeitura de São Luís, poderemos, a partir da comunidade escolar, conscientizar a sociedade sobre os malefícios do trabalho infantil", destacou o gerente nacional do projeto MPT na escola, Antônio de Oliveira Lima, procurador chefe do Ministério Público do Trabalho no Ceará.

Para o gestor da Unidade de Educação Básica (U.E.B.) Prof. Ronald Carvalho, Jailson Fidalgo, a parceria ajudará a reforçar ações já desenvolvidas em escolas da rede municipal. "Nosso trabalho não se resume apenas a ensinar os conteúdos escolares, mas também formar crianças, mulheres e homens conscientes do seu papel na sociedade, de modo que esse projeto será muito importante para termos o discernimento para identificar e saber agir ao constatar casos de trabalho infantil, bem como para atuar na sua prevenção. Assim poderemos formar cidadãos conscientes de seus direitos e deveres", avaliou o gestor.

Para Mary Bogéa, gestora da U.E.B. Menino Jesus de Praga, o projeto reforça o papel social da escola. "É papel da escola saber identificar qualquer situação que caracterize exploração de crianças e adolescentes. Infelizmente essa ainda é uma prática muito comum na nossa realidade, que o projeto vai contribuir para erradicar", disse ela.


SAIBA MAIS

O projeto MPT na escola é desenvolvido no Brasil inteiro e já mobiliza mais de 2.800 instituições públicas de ensino e mais de 300 mil alunos. De iniciativa do Ministério Público do Trabalho e desenvolvido em parceria com as secretarias estaduais e municipais de Educação, o projeto conta também com a participação de diversos órgãos e entidades do Sistema de Garantia de Direitos da Criança e do Adolescente e consiste em ações de conscientização e sensibilização na comunidade escolar e da sociedade em geral, com foco na erradicação do trabalho infantil e na proteção ao trabalhador adolescente.

Prefeitura firma parceria com a Vale em apoio às ações do programa Todos por São Luís




Prefeitura firma parceria com a Vale em apoio às ações do programa Todos por São Luís. A Prefeitura de São Luís e a Vale firmaram mais uma importante parceria institucional em apoio às ações do programa "Todos por São Luís". Já a partir desta 13ª edição do programa, que será realizado no Anjo da Guarda, no sábado (15), a Companhia integrará o rol de parceiros do projeto utilizando sua experiência na área socioambiental para somar às ações desenvolvidas durante o "Dia D" do programa.

Para consolidar a parceria, a primeira-dama de São Luís, Camila Holanda, que é coordenadora geral do "Todos por São Luís", esteve reunida na manhã desta quarta-feira (12), com a equipe do setores de Relações Institucionais da Vale, oportunidade na qual apresentou a metodologia e as diretrizes do programa que visa levar às comunidades serviços essenciais de saúde preventiva, esporte, lazer, cultura, educação, meio ambiente, entre outros.

"A reunião foi muito produtiva e já alinhavamos aqui algumas atividades que poderão ser realizadas pela companhia que já tem expertise em ações socioambientais executadas junto às comunidades da área Itaqui-Bacanga, foco dessa edição. Por já desenvolver esse trabalho nos bairros da região circunvizinha à Vale, nada mais providencial contarmos com a participação da empresa para somar-se a nós nesse importante projeto da Prefeitura", disse Camila Holanda.

Na reunião, a equipe de Relações Institucionais da Vale entregou à primeira-dama o relatório de ações da Companhia, no qual consta o formato da atuação social da empresa, no Maranhão, destacando as ações e projetos desenvolvidos na área.

O representante do setor de Relações Institucionais da Vale, Dorgival Pereira, destacou a importância da parceria e do trabalho desenvolvido pelo programa Todos por São Luís. "Nós já desenvolvemos diversas ações sociais que poderão somar ao propósito do projeto para favorecer a comunidade local. E esse é o objetivo da Vale e da Prefeitura: proporcionar serviços para melhorar a vida das pessoas e, nesse caso específico, dos moradores da região Itaqui-Bacanga", disse Pereira.

Também presente à reunião, o gerente de Relações Comunitárias da Vale, Gustavo Belesa, considerou positiva a parceria. "Acho que demos aqui um passo importante para entender os projetos do Município na área social e a Prefeitura conheceu também um pouco da atuação da Vale no setor. A partir de agora é buscar a sinergia necessária em favor desse projeto que quem ganha é comunidade", afirmou o gerente.

Participaram também da reunião na Vale o coordenador executivo do programa "Todos por São Luís", Arivaldo Martins, e o líder comunitário da área Itaqui-Bacanga, José Ribamar Paêta.

OFICINAS

No início da manhã, a primeira-dama Camila Holanda visitou também os locais onde estão sendo promovidas oficinas profissionalizantes aos moradores da comunidade Vila Verde, na área do Anjo da Guarda, como parte das ações prévias do programa "Todos por São Luís", cuja culminância no bairro será no próximo sábado (15).

Cerca de 20 pessoas integrantes do Serviço de Convivência e fortalecimento de Vínculos para Idosos, do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) do Anjo da Guarda, participam da oficina de confecção de bonecas. Entre as participantes estão as aposentadas Maria das Graças Gomes, 66 anos, e Áurea Ribeiro, 68 anos. "Muitas das minhas companheiras de curso buscam uma forma de aumentar a renda com a arte de confeccionar bonecas. Mas eu quero apenas utilizar o que aprendi como terapia mesmo", disse Maria das Graças.

A primeira-dama esteve também na Associação de Moradores da Comunidade Vila Verde, onde aproximadamente 25 mulheres do grupo "Costurando o Futuro com Cidadania" participam da oficina da customização em tecidos. No local, também foi realizado atendimento de saúde preventiva, com consultas de enfermagem, realização de teste de glicemia, aferição de pressão arterial e entrega de medicamentos da Farmácia Básica.

Durante a semana, serão realizadas ainda outras oficinas como a de culinária típica, confecção de bombons regionais, informática básica, entre outras. "São ações prévias que realizamos para a comunidade, que visam proporcionar conhecimento e a possibilidade de terem um ganho extra com a venda dos produtos que aprendem a fazer", frisou Camila Holanda.


Antes da culminância das ações do programa "Todos por São Luís", que nesta 13ª edição será realizada no bairro Anjo da Guarda, a comunidade recebe ainda serviços de requalificação asfáltica, varrição, capina e roçagem. E, na culminância da ação, diversas atividades são desenvolvidas na área da saúde, educação, cultura, esporte e lazer, meio ambiente, entre outras.

Preservação ambiental ganha destaque na nona audiência para debater nova Lei de Zoneamento



Preservação ambiental ganha destaque na nona audiência para debater nova Lei de ZoneamentoA proteção ambiental ganhou relevância na nona audiência pública para debater a revisão do Macrozoneamento do Plano Diretor e a nova Lei de Zoneamento, Parcelamento, Uso e Ocupação do Solo da cidade, realizada nesta terça-feira (11), no auditório do CCSA, no campus da UEMA. O calendário de audiências públicas segue nesta quinta-feira (13), a partir das 18h, no auditório central da UFMA, na cidade universitária do Bacanga.

Todas as sugestões, críticas, erros e acertos apontados durante as audiências serão examinados em rodada técnica com participação do Instituto da Cidade (Incid) e Conselho da Cidade para elaboração do texto base da Mensagem do Projeto de Lei do Executivo que será enviado à Câmara de São Luís. O calendário de audiências públicas sob coordenação da Prefeitura se encerra no dia 25 de agosto, no Parque do Bom Menino.

Além de líderes comunitários e moradores dos bairros São Cristovão, São Raimundo, Tirirical e adjacências, boa parte do auditório foi ocupado por universitários interessados em obter mais informações sobre as propostas de modificações na legislação urbanística vigente.

O secretário municipal de Meio Ambiente, Marco Aurélio, como mediador da audiência, e a representante dos bairros, Ednizia Guerra, compuseram a mesa dos trabalhos coordenados pelo presidente do Instituto da Cidade, Marcelo do Espírito Santo. A audiência teve duração de pouco mais de três horas, período em que foram apresentadas as principais propostas de revisão do Plano Diretor e aspectos da legislação urbanística contidos na nova proposta da Lei de Zoneamento.

"A proposta que estamos apresentando considerou determinadas homogeneidades em relação a índices socioeconômicos, tipologias arquitetônicas e respeito à própria história da cidade", destacou o presidente do Incid.

Entre os participantes da audiência, a preocupação com o adensamento de edificações em grande parte tem relação com o Plano de Saneamento e a preservação do meio ambiente. Foi solicitado ao secretário Marco Aurélio um estudo atualizado sobre as condições dos rios que correm na região, inclusive o Paciência. A região conta ainda com Área de Proteção Ambiental Upaon-Açu.


PROTEÇÃO AMPLIADA
Pela nova proposta da Prefeitura, a região do São Cristóvão, bairro onde se encontra instalado o Aeroporto Internacional Cunha Machado, terá ampliada de maneira significativa a Zona de Segurança Aeroportuária, passando então a contar com duas áreas de território considerável. Em relação aos índices urbanísticos, estas duas zonas obedecerão a regras estabelecidas pela Aeronáutica podendo receber edificações de gabarito máximo fixado em pavimentos. Na legislação em vigência, não há recomendação sobre gabarito máximo.

Nas duas Zonas Residenciais da macrounidade focada na audiência, o Gabarito Máximo atinge 10 pavimentos, sendo ainda dois de solo criado, margem de negociação com o poder público. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), na macrounidade de planejamento considerada pelo Instituto da Cidade, a população distribuída em 22 bairros era - pelo Censo de 2010 - formada por 114 mil habitantes, instalada em pouco mais de 31 mil domicílios.

LEGISLAÇÃO
"O processo que estamos trabalhando na realização das audiências se iniciou lá atrás, em fevereiro de 2014, quando a primeira proposta foi colocada à disposição para consulta púbica. Após o período de recebimento de proposta, foi iniciada a etapa seguinte de discussão com o Conselho da Cidade. Passamos de abril de 2014 a maio de 2015 alterando a proposta elaborada pelo Instituto da Cidade. É esta versão que estamos levando para o circuito de 15 audiências públicas", explicou ao público o presidente do Incid.

A Lei de Zoneamento reúne elementos que vão atingir diretamente os objetivos do Plano Diretor no que se refere ao conforto e segurança da população da cidade. A lei subdivide a cidade em áreas residenciais, de comércio, mistas, de indústria, área urbana e rural. Na mesma lei, são estabelecidos critérios para o uso e definições quanto à instalação de determinadas atividades econômicas.

Marcelo do Espírito Santo esclareceu ainda que a aplicação da nova lei recai principalmente nas áreas edificantes do território de São Luís. "A partir da aquisição de um terreno, o proprietário que desejar construir deve consultar a Lei do Zoneamento para claramente entender quais são os índices urbanísticos presentes naquele terreno, a intensidade construtiva que vai querer adotar na sua obra; quais os usos permitidos, ou seja, que atividade poderá desenvolver na área, e os critérios de construção em relação aos seus vizinhos", explicou o presidente do Incid.

Prefeitura conclui primeira unidade formativa do Projovem Urbano com feira cultural


Prefeitura conclui primeira unidade formativa do Projovem Urbano com feira cultural. A Prefeitura de São Luís, por intermédio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), promoveu a I Feira Cultural do Programa Nacional de Inclusão de Jovens (Projovem Urbano). O evento simbolizou a conclusão da primeira unidade formativa do programa, iniciada em 27 de maio. Com o tema "Maranhão, meu tesouro, meu torrão", o evento foi realizado na sede social do Instituto de Previdência e Assistência do Município (Ipam) e contou com a participação de 13 Unidades de Educação Básica (U.E.B.) onde o programa é desenvolvido.

De iniciativa do governo federal, o Projovem Urbano é executado em parceria com estados e municípios. O objetivo é a reinserção de jovens com idades entre 18 e 29 anos no processo de escolarização. Além de concluir o Ensino Fundamental, o programa oferece cursos de iniciação profissional com certificado e aulas de informática. São Luís é, atualmente, a capital brasileira com o maior número de adesões ao Projovem Urbano em todo o Brasil.

"Isso reflete o compromisso do prefeito Edivaldo com a educação em nossa cidade, promovendo o acesso à educação, reforçando as iniciativas no campo da educação profissional e ampliando as possibilidades de geração de emprego e renda. Parabenizo todos os jovens por terem vencido esta primeira etapa, e parabenizo também os educadores pelo trabalho realizado até aqui. Que vocês possam ser fonte de inspiração para os seus educandos", disse o secretário de Educação, Geraldo Castro Sobrinho.


A I Feira Cultural do Projovem Urbano é uma mostra de todos os conteúdos e atividades trabalhados na Unidade Formativa I do programaATIVIDADES
A I Feira Cultural do Projovem Urbano é uma mostra de todos os conteúdos e atividades trabalhados na Unidade Formativa I do programa, que teve como tema "Juventude e Cultura". As pesquisas realizadas pelos jovens sobre aspectos da cultura maranhense resultaram em cartazes e maquetes confeccionados pelos próprios estudantes em sala de aula.

Na U.E.B. Rosália Freire, o objeto de pesquisa foi o cazumbá. Após a pesquisa sobre o personagem característico do bumba meu boi, os estudantes produziram cazumbás em miniatura, que foram expostos durante o evento. "A participação dos jovens nesta feira cultural contribui para o reconhecimento dos seus valores como cidadão. Eles tiveram oportunidade de compreender a própria cultura e trabalhar seus aspectos teóricos e práticos, e, a partir daí, adquirir conhecimento", explicou Raimunda Oliveira, professora de participação cidadã do núcleo do Projovem Urbano da escola.

A pesquisa sobre o cazumbá fomentou o empreendedorismo entre os estudantes. As miniaturas produzidas pela turma foram compradas pelo Boi da Floresta do Mestre Apolônio e serão distribuídas na festa da morte do boi, agendada para o último domingo de setembro. Nadiz Cruz, presidente do Boi da Floresta, visitou a exposição montada pelos jovens. Para ela, o programa será um fator de transformação social na vida dos jovens. "É uma oportunidade ímpar na vida desses jovens e adultos e nós buscamos valorizar o trabalho desenvolvido por eles, já que temos, entre os nossos brincantes, alunos do Projovem Urbano", destacou Nadir.


A I Feira Cultural do Projovem Urbano é uma mostra de todos os conteúdos e atividades trabalhados na Unidade Formativa I do programa Músicas, sotaques maranhenses e literatura de cordel foram os assuntos abordados pelas U.E.B. Cidade Olímpica e João de Souza Guimarães e Carlos Madeira. Já as U.E.B Carlos Madeira e Luzenir Mata Roma abordaram o teatro: apresentaram os espetáculos "Casamento Matuto" e "O desenvolvimento folclórico e cultural do Maranhão". Durante o evento, o público também pode conferir as apresentações das escolas U.E.B Rubem Almeida, U.E.B. Newton Neves, U.E.B José Ribamar Bogéa, ,U.E.B Mario Andreazza, U.E.B Gomes de Sousa,U.E.B Alberto Pinheiro e U.E.B Monsenhor Frederico Chaves.

Gilson Costa Frazão, 30 anos, participa do Projovem Urbano junto com sua esposa, Maria do Rosário, 27 anos. Para ele, o programa é sinônimo de recomeço. "Estou gostando de tudo. As aulas me fazem lembrar do passado e também estão me ensinando coisas novas. O melhor é que, com a sala de apoio, podemos deixar nossos filhos e estudar juntos, eu e minha esposa", completou.

Empreendimentos do Minha Casa, Minha Vida formam minibairro no Maracanã


Prefeitura viabiliza equipamentos sociais e mais infraestrutura, interligando residenciais construídos na região



Até o próximo ano, o Maracanã terá um mini bairro formado por três empreendimentos do "Minha Casa, Minha Vida" que somarão mais de seis mil unidades habitacionais, com linha de ônibus própria, equipamentos sociais e infraestrutura para o bem-estar das 18 mil pessoas que devem morar no local. Os empreendimentos estão sendo viabilizados por meio de parceria celebrada entre a Prefeitura de São Luís e o governo federal. Dois deles, Amendoeira e Santo Antônio, foram entregues na última segunda-feira (10) em cerimônia que contou com a presença da presidente, Dilma Rousseff, do prefeito Edivaldo e do governador Flávio Dino.

"Além da moradia, que renova a dignidade dessas famílias, nós buscamos assegurar estrutura e condições de serviços públicos e infraestrutura para que a população que viverá nos residenciais tenha comodidade, desfrute de qualidade de vida, e receba o aparato da escola, do transporte público e dos espaços de vivência e lazer, tudo próximo de casa", disse o prefeito Edivaldo.

Os dois empreendimentos somam 2.020 unidades. As casas são compostas por dois quartos, banheiro, sala, cozinha e área de lazer, com quadra, playground e anfiteatro ao ar livre. Cada residencial vai contar ainda com uma creche contratada junto ao governo federal, entre outros equipamentos sociais, fruto do empenho do prefeito Edivaldo em proporcionar espaços urbanizados e equipados com serviços públicos para os contemplados.

Contemplados com unidades dos residenciais Amendoeira e São Antônio comemoram a aquisição do imóvel. "Estou muito feliz porque morava de aluguel e agora estou com minha casa. Graças a Deus por isso e agradeço o prefeito Edivaldo por esse sonho ter se tornado realidade. Agradeço de coração", disse Noemia de Jesus dos Santos. "Foi uma grande luta chegarmos até aqui e conseguirmos a casa própria. Então, esse é um dia de alegria e felicidade para toda a família", exultou Rosa Maria, uma das primeiras contempladas a receber as chaves de sua nova casa.


Atendendo às exigências de qualidade do Programa "Minha Casa, Minha Vida", os empreendimentos são equipados com infraestrutura completa, pavimentação, redes de água, esgotamento sanitário, drenagem, energia elétrica e disponibilidade de acesso ao transporte público. As residências também são dotadas de sistema de aquecimento de água por energia solar, o que é ambientalmente adequado e reduz o consumo de energia das famílias.

"Para a Prefeitura, a entrega desses empreendimentos representa um passo fundamental na política pública de habitação e de combate ao déficit de moradia que temos no Maranhão. Nós vivemos em um estado em que a sub-moradia e a inexistência de moradia representam um dos maiores problemas sociais e temos trabalhado para desconstruir essa realidade", observou o secretário municipal de Urbanismo e Habitação, Diogo Lima.

Apenas em 2015, serão entregues mais de oito mil unidades habitacionais por meio do programa "Minha Casa, Minha Vida". Estão sendo beneficiadas com o programa pessoas que perderam suas casas no ano passado em decorrência das chuvas, de áreas de risco e o grande público que são pessoas que ganham entre zero e três salários mínimos e pessoas de baixa renda, que vivem de aluguel, o que compromete a já escassa renda da família.

A Prefeitura e o governo federal têm buscado superar a distância dessas residências com equipamentos próximos. Nestes dois últimos empreendimentos entregues na segunda-feira, já existe uma escola e um centro de saúde na entrada dos dois residenciais. "A Prefeitura está terminando a construção da Unidade de Saúde na zona rural, ao lado do Terminal do Distrito Industrial, com uma estrutura para atender não só estas comunidades como outros moradores da região", comentou o prefeito Edivaldo.


J
Junto ao governo do Estado, a Prefeitura conseguiu captar uma série de equipamentos sociais além de obras de infraestrutura para melhorar tanto o acesso quanto o bem-estar da população envolvida. "A secretária de Estado de Cidades, por determinação do governador Flávio Dino, está prevendo a contratação de um centro comercial e feira para produtores da agricultura familiar no entorno do residencial Ribeira, que já foi entregue. Temos ainda o acesso de outros "Minha Casa, Minha Vida" em construção. Temos a interligação do Amendoeira e do Santo Antônio pela Vila Embratel para sair pela Avenida dos Portugueses e não precisar mais utilizar a BR-135. São obras estruturantes da Prefeitura em parceria com os governos estadual e federal", destacou Diogo Lima.

Edivaldo recebe superintendente nacional da Caixa para o Nordeste e trata de projetos para São Luís



Edivaldo recebe superintendente nacional da Caixa para o Nordeste e trata de projetos para São Luís. O prefeito Edivaldo recebeu na manhã desta terça-feira (11), em seu gabinete no Palácio La Ravardière, a visita institucional do superintendente nacional da Caixa para região Nordeste, Luiz Antonio de Souza, e do superintendente regional da Caixa no Maranhão, Hélio Duranti. Na pauta da reunião, o prefeito e os representantes da instituição financeira trataram sobre os projetos habitacionais e de infraestrutura em andamento na capital e os novos empreendimentos que poderão ser viabilizados por meio de financiamento junto à Caixa.

O prefeito Edivaldo considerou a visita dos superintendentes muito proveitosa para estreitar as relações institucionais entre a Prefeitura de São Luís e a Caixa. "Nossa missão como gestor é buscar o que for melhor para nossa cidade e a população. A Caixa é uma instituição financeira importante e tem muito interesse em promover o desenvolvimento das cidades", disse Edivaldo.

O superintendente nacional da Caixa para o Nordeste, Luiz Antonio de Souza, está em São Luís por conta da cerimônia de entrega de novas unidades habitacionais construídas na capital pelo programa "Minha Casa, Minha Vida", que contou com a presença da presidente Dilma Rousseff. Ele informou que a Superintendência Nacional da Caixa na Região Nordeste se coloca à inteira disposição da Prefeitura para ser facilitadora das demandas pleiteadas pelo prefeito Edivaldo, seja para a conclusão de obras em andamento, liberação de recursos ou outras de interesse do município.

"A visita foi muito salutar para conversarmos sobre projetos importantes para São Luís que podem ser viabilizados pela Caixa. É da minha responsabilidade fazer com que o atendimento às cidades nordestinas seja executado da melhor forma possível e que os empreendimentos realizados possam ter bom andamento, para o desenvolvimento da Região como um todo", concluiu o superintendente da Caixa.


Durante a visita o prefeito destacou a importância das parcerias para desenvolvimento de ações para a melhoria de vida dos ludovicensesALCOA E ALUMAR

No início da manhã, o prefeito Edivaldo recebeu a visita do presidente da Alcoa para América Latina e Caribe, José Aurélio Drummond, e do diretor da Alumar, Nilson Ferraz. Durante o encontro, o chefe do executivo municipal apresentou os avanços conquistados na área da saúde, com as reformas das unidades de saúde; mobilidade urbana, com as intervenções de melhorias no trânsito da capital; e infraestrutura da cidade com os Programas Mais Asfalto e Interbairros.

Durante a visita, o prefeito também destacou a importância das parcerias com os governos federal e estadual para o desenvolvimento de ações para a melhoria de vida dos moradores da capital maranhense. "Contamos agora com a parceria do poder público estadual para o fortalecimento das nossas ações. Essa união com o governo do Maranhão, bem como com o governo federal, tem resultado em benefícios para os ludovicenses, como investimentos na infraestrutura da capital e na área da habitação", afirmou Edivaldo.

Também estiveram presentes no encontro os secretários municipais Lula Fylho (Governo), José Cursino (Planejamento) e Tati Lima (Informação e Tecnologia).

terça-feira, 4 de agosto de 2015

Programa Mais Asfalto avança em diversos bairros de São Luís



Programa ″Mais Asfalto″ avança em diversos bairros de São Luís Obras do programa "Mais Asfalto" - uma parceria inédita da Prefeitura de São Luís e Governo do Estado - prosseguem em ritmo acelerado em diversos bairros da capital maranhense. Na área Itaqui-Bacanga, por exemplo, uma nova frente de serviço já está trabalhando na Vila São Luís e a Avenida São Raimundo - importante via de mais de 3 Km, que interliga os bairros do Anjo da Guarda e do Alto da Esperança, esta última já concluída. As obras também avançam na Cidade Operária e chegam à Unidade 203 depois de contemplar a 205.

"As obras do programa 'Mais Asfalto' em São Luís estão evoluindo rapidamente. Temos contado com o apoio e a parceria efetiva do governador Flávio Dino para garantirmos mais mobilidade à nossa cidade", disse o prefeito Edivaldo.

Ainda na Região Itaqui-Bacanga, a requalificação da Avenida do Piancó, na Vila Embratel, já está em fase de conclusão, faltando apenas os serviços complementares de drenagem superficial, com a implantação ou restauração de sarjetas, meios-fios e calçadas, além da Vila Ariri, onde os serviços prosseguem também a todo vapor.

Para os moradores, as obras vão melhorando a mobilidade urbana e qualidade de vida dos moradores. Wesnay Louzeiro da Silva, morador do Anjo da Guarda, mais precisamente da Avenida São Raimundo, destacou que encontrava dificuldades no caminho de casa. "As ruas eram cheiras de buracos. A velocidade dos ônibus, mínima. Mas agora posso chegar em casa mais rápido, sobrando um tempo mais para fazer outras atividades como estudar ou jogar uma bola com os amigos", afirmou.

Também morador da Avenida do Piancó, Aristides Ferreira ressaltou que o benefício chegou ao bairro devido à união da Prefeitura de São Luís e do governo do Estado. "Aqui na nossa comunidade, era só promessas. Como não tinha essa união, nunca o benefício chegava. Agora, estamos satisfeitos e esperamos que continue assim", contou.


O secretário municipal de Obras e Serviços Públicos, Antônio Araújo, contabiliza que na área Itaqui-Bacanga vão ser recuperados mais de 36 quilômetros de vias urbanas, abrangendo ainda o Anjo da Guarda, Vila Embratel, São Raimundo, Vila Bacanga, Vila Isabel, Vila Ariri, Vila São Luís, Vilas Mauro Fecury I e II.

"A nossa expectativa era chegar ao final do ano com 220 km de asfalto novo aplicado na cidade, mas nossas equipes estão trabalhando de forma acelerada e podemos chegar a 300 km. Somente em parceria com o Governo do Estado, são cerca de 120 km de avenidas e ruas da capital que serão requalificadas por meio do programa Mais Asfalto, além de outros 21 km viabilizados com a implantação das conexões Interbairros", ressaltou.

Mais do que asfalto de qualidade, para assegurar a mobilidade urbana, o pacote de obras que a Prefeitura contempla serviços de drenagem, calçadas, entre outros, e promove a requalificação do espaço urbano da capital maranhense, focando nas necessidades das pessoas, e não apenas dos veículos automotores. "É a visão inovadora de um gestor comprometido com o desenvolvimento humano. O resultado com certeza vai ser mais qualidade de vida", acentuou Antônio Araújo.


ABRANGÊNCIA
Além dos bairros da região Itaqui-Bacanga, as obras de requalificação do Mais Asfalto em São Luís já chegaram na Cidade Operária e vão contemplar ainda a Cohab, João de Deus/São Raimundo, Coroadinho, Cohab e Vila Luizão. A Prefeitura também está trabalhando para melhorar e implantar pavimentação e drenagem em dezenas de outros bairros, entre esses o Vinhais, Residencial Vinhais, Vila Palmeira, Bequimão, Pontal da Ilha, Santa Clara, Vila Janaína e Vila Apaco.

Prefeitura e Banco Mundial visitam obras do Programa Bacia do Bacanga


Prefeitura e Banco Mundial visitam obras do Programa Bacia do Bacanga. A Prefeitura de São Luís, através da Secretaria Municipal Extraordinária de Projetos Especiais (Sempe), realizou nesta terça-feira (4) visita às obras do Programa de Recuperação Ambiental e Melhoria da Qualidade de Vida da Bacia do Bacanga, com a equipe técnica do Banco Mundial (BIRD), que é parceiro do programa.

Durante todo o dia, o secretário de Projetos Especiais, Gustavo Marques, e a equipe de especialistas da secretaria acompanharam os membros do Bird, durante visita às obras realizadas com recursos do Banco Mundial e também às obras que a Prefeitura realiza como contrapartida. Pela manhã, foram visitadas as obras da margem direita da Bacia do Bacanga e à tarde ocorreram as visitas as ações da margem esquerda da bacia. Dentre as obras da margem direita, as equipes estiveram na de construção e recuperação do canal do Rio das Bicas, no bairro do Coroadinho, que deve ser concluída em pouco mais de dois meses.

Outra obra paralela ao canal é a de urbanização das áreas do entorno. "As obras estão dentro do cronograma previsto e as oito áreas de praças que estão sendo construídas no seu entorno trarão melhorias significativas para os moradores dessa região, pois antes dessas obras não existiam espaços de lazer nem calçamento e hoje isso já se tornou uma realidade", disse o secretário Gustavo Marques.


Maria do Socorro Oliveira, de 52 anos, já vive há 25 em uma casa na Rua da Salinas. "Essa obra é a realização de um sonho antigo, eu já achava que não aconteceria, mas agora é uma beleza ver tudo isso na porta da minha casa", conta. "Antes eu tinha vergonha de convidar as pessoas para virem na minha casa porque antes de entrar elas precisavam passar por muito mato e muita lama, mas agora a realidade é bem diferente, meus netos brincam aqui por perto, fico da calçada só vigiando. O que está acontecendo na minha rua é o que desejo para todo mundo, porque aqui, agora, é tudo de bom", completou Socorro, com entusiasmo.

As praças estão espalhadas entre os bairros do Salinas do Sacavém, Coroadinho e Vila Natal e terão academia aberta, playground, quadra poliesportiva, jogos de mesa e infantis, pista de skate, além de outras intervenções de melhoria, como a pavimentação das praças e vias do entorno com blocos de concreto intertravado, que mantém o solo mais permeável e ajuda no conforto térmico, agregado a soluções de arborização, tornando os espaços mais sustentáveis.

Além das obras de canal e urbanização, a visita técnica ainda vistoriou as unidades habitacionais em construção nas margens do canal, que irão abrigar os moradores que tinham residências em cima do canal e que precisaram ser reassentadas para o sucesso da obra.


"Estamos avançando com as obras a pedido do prefeito Edivaldo Holanda Júnior e o nosso objetivo é que até o final de outubro essas obras sejam entregues à população", afirmou o secretário Gustavo Marques.

A equipe do Banco Mundial segue em reuniões com a Prefeitura ao longo da semana para alinhamento das demandas e ajustes dos cronogramas das obras e ações futuras e na sexta feira deve haver uma reunião entre o prefeito e os técnicos da Prefeitura e do Banco Mundial para um balanço sobre a missão.


Prefeitura inicia segundo semestre de 2015 nas escolas da rede municipal



Prefeitura inicia segundo semestre de 2015 nas escolas da rede municipal. A Prefeitura de São Luís, por intermédio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), iniciou nesta segunda-feira (3) o segundo semestre letivo para os mais de oitenta mil alunos matriculados em Unidades de Educação Básica (U.E.B.) da rede municipal. As atividades regulares de educadores e estudantes foram retomadas depois de um mês de férias escolares.

O secretário municipal de Educação, Geraldo Castro Sobrinho, visitou escolas da rede municipal e cumprimentou estudantes e professores, desejando a todos um bom semestre letivo. "Trago a todos vocês um forte abraço do prefeito Edivaldo Holanda Júnior e faço votos de que este seja um semestre produtivo e de grandes realizações e aquisição de conhecimento", disse o titular da Semed durante a visita às salas de aula da U.E.B. Alberto Pinheiro, no Centro.

A U.E.B. Alberto Pinheiro atende a cerca de 500 estudantes nos turnos matutino, vespertino e noturno. A gestora da unidade, Paulicéia Silva Pinto, destacou a importância da parceria dos pais no sentido de manter os estudantes motivados na hora da volta às aulas. "Fizemos o planejamento do segundo semestre e, além de retomar o conteúdo que estavam trabalhando, as turmas desenvolverão atividades para contar o que fizeram nas férias. É muito importante a parceria dos pais para que o processo educacional seja efetivo", disse a gestora.

Os estudantes foram recepcionados com mensagens de carinho dos professores. "O primeiro dia de aula é sempre legal. Contei para professora o que fiz nas minhas férias, visitei os parentes e brinquei muito com minhas primas. Mas já estava com saudades da escola, das atividades em sala de aula e das aulas de educação física", disse Larisse Carvalho Moreira, 9 anos, aluna da U.E.B Alberto Pinheiro. Já Nicolas Oliveira, 8 anos, comentou que sentiu falta dos amigos. "Senti falta dos meus amigos e da professora, eles são muito legais. E também, de estudar, gosto muito de fazer leituras, quero ser doutor quando crescer", garantiu.





Prefeitura inicia serviço de recarga embarcada no transporte público da capital


Prefeitura inicia serviço de recarga embarcada no transporte público da capital. A Prefeitura de São Luís iniciou nesta segunda-feira (3) uma nova etapa do processo de modernização e melhoria do sistema de transporte público da capital, com a implantação do serviço de recarga embarcada. Neste primeiro momento, o serviço atende estudantes e, a partir da próxima semana, será estendido também para os usuários do vale transporte. A recarga embarcada permite que o usuário do sistema de bilhetagem possa efetivar a recarga de seu cartão dentro do próprio ônibus, sem precisar se dirigir aos pontos tradicionais de recarga.

Com a implantação deste serviço, o estudante que comprar seus créditos pela internet poderá, a partir de agora, carregar o cartão nos validadores existentes em qualquer ônibus do sistema integrado da frota que atende São Luís. A carga ficará disponível para o estudante 48 horas depois de efetuado o pagamento online.

As compras feitas pela internet a partir desta segunda-feira (3) poderão ser validadas a partir de quarta-feira (5) nos ônibus. O equipamento valida os créditos comprados pela internet. "Com a recarga embarcada, vamos tirar um volume muito grande de estudantes que se concentravam no terminal de integração para validação de seus créditos", conta o secretário de Trânsito e Transportes (SMTT), Canindé Barros.

A SMTT esclarece que tanto o serviço de carga tradicional nos terminais de integração quanto em outros pontos já conhecidos continua funcionando regularmente. O serviço de carga dentro do ônibus se constitui como mais uma opção para facilitar a rotina do estudante, reduzindo deslocamentos.

O sistema de transporte urbano de São Luís, atualmente, conta com cinco terminais de integração, por onde passam cerca de 750 mil usuários por dia, e já está todo equipado com o sistema de biometria facial.

APERFEIÇOAMENTO DO SISTEMA

Como parte do aperfeiçoamento do sistema, a Prefeitura pôs em circulação, este ano, 221 novos ônibus na cidade. Também foram implantados nos ônibus GPS, que garantem maior fiscalização e controle dos tempos de duração das viagens e dos itinerários, uma das reclamações dos usuários de coletivos.

O aumento da fiscalização também permitirá a redução de fraudes no sistema, a partir da aplicação da tecnologia da biometria facial. O fim das fraudes representa a possibilidade de mais investimentos no setor, beneficiando assim a população que faz uso deste tipo de transporte.

A biometria facial instalada pela Prefeitura nos ônibus da capital é formada por um equipamento que reconhece a fisionomia do usuário já cadastrado no sistema de bilhetagem eletrônica do transporte público, impedindo que pessoas utilizem indevidamente o cartão de outros passageiros. O dispositivo possibilita a identificação dos reais usuários do sistema de bilhetagem eletrônica nos coletivos da cidade. A medida visa impedir que passageiros utilizem de forma indevida o cartão de outras pessoas, inviabilizando assim a fraude.

O trabalho que a Prefeitura está fazendo no sistema de transporte da cidade inclui ainda ações de melhorias da malha viária, com a implantação de faixas exclusivas para o transporte coletivo e intervenções em vias com grandes congestionamentos.